sábado, 20 de outubro de 2012

As ‘invisibilidades’ das pessoas com deficiência

A “invisibilidade” na área da Deficiência já se tornou uma velha conhecida. As pessoas com deficiência a sentem na pele, nas mais diversas situações; os que estão perto delas ou trabalham na área têm muitas histórias dela para contar.

Autor: Marta Gil

Para Harry Potter e seus amigos, a invisibilidade trazia vantagens e, portanto, era desejável. Com a capa mágica, podiam se aventurar, descobrir segredos e identificar vilões. A capa os protegia, dava acesso a informações preciosas ou mesmo favorecia escapadelas. Não é esse o caso das pessoas com deficiência.

Porém, já que repetimos tantas vezes essa afirmação e até comprovamos sua ocorrência, vale a pena refletir sobre isso. Mas, por que usar o plural? Porque acho que há dois tipos de invisibilidade. A nossa velha conhecida é aquela que ignora as características das pessoas com deficiência, camuflando-as com frases como “Para mim, todos são iguais”; “O que me interessa são pessoas”; “Trato todos do mesmo jeito” ou variações parecidas.

Essas frases, que aparentemente traduzem sentimentos louváveis, podem esconder um perigo, embora as intenções de quem fala sejam as melhores e as mais nobres possíveis. Perigo? Como assim? Ele reside na não consideração de características que fazem parte da natureza da pessoa com deficiência.

Se os traços diferenciais são “pasteurizados” em nome desta igualdade que não respeita a diversidade – ao contrário, passa um trator sobre ela -, então essas características ficam, sim, “invisíveis”. Resultado: escolas - e demais espaços sociais - não têm materiais em braile, em português simplificado ou com audiodescrição; surdos não têm intérpretes de Libras; rampas, elevadores, softwares, pisos podotáteis nem são contemplados em orçamentos etc. etc.

Como alerta Reinaldo Bulgarelli: As pessoas não são “alminhas vagando por aí”; têm corpos, características, desejos e necessidades, que formam sua identidade. Quando esta não é sequer considerada em nome de uma suposta “igualdade”, elas se tornam “invisíveis”, porque algumas de suas características são solenemente ignoradas.

Aí, a presença nos espaços sociais se torna difícil ou até mesmo inviável, para muitas. Isso explica por que nem sempre são vistas por nós. Esse tipo de invisibilidade deve ser combatido, sempre. A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, que o Brasil ratificou com equivalência constitucional, é o instrumento mais potente que dispomos para garantir a visibilidade. A Convenção traz um novo olhar, tendo como base os Direitos Humanos. Um de seus pilares é a Acessibilidade, em todos os significados do termo.

A ausência de acessibilidade configura discriminação – e discriminar é crime. Simples assim. Ana Paula Crosara, que tinha uma deficiência física, costumava dizer que esperava o dia em que entrar e sair de um carro fosse algo corriqueiro, deixando de ser “um espetáculo”, que atraía olhares curiosos.

Esse outro tipo de “invisibilidade” é desejável, pois vem da naturalidade: indica que as condições para que as pessoas com deficiência possam participar da sociedade estão asseguradas. Assim, elas podem “aparecer” e todos podemos conviver com tranquilidade, segurança e respeito. A “invisibilidade desejável” beneficia a todos, porque considera a diversidade funcional de cada um.

Ela cria um círculo virtuoso: ao olhar de frente o diferente, a sociedade inventa alternativas e busca soluções; à medida que a acessibilidade aumenta, mais pessoas entram na roda e a diferença passa a ser percebida e celebrada como parte da riqueza da Vida. Para termos direitos iguais, nossas diferenças precisam ser vistas, reconhecidas e aceitas.

Marta Gil é socióloga, colaboradora do SENAI-SP e do portal Planeta Educação.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Juíz manda município empossar deficiente

T.N. de M. é deficiente visual e foi aprovada em concurso público para exercer o cargo de professora de educação infantil

O juiz titular da 5ª vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos de Campo Grande, Fernando Paes de Campos, julgou parcialmente procedente a ação declaratória que T.N. de M. move contra o Município de Campo Grande.

T.N. de M. é deficiente visual e foi aprovada em concurso público para exercer o cargo de professora de educação infantil em Campo Grande. Quando foi convocada para se submeter à equipe multiprofissional, passou por uma avaliação de capacidade física para o cargo, a qual foi considerada inapta.

A professora alega que, em recurso administrativo, a decisão foi revista, sendo nomeada para o cargo de professora. Com isso, ela foi notificada para comparecer à Escola de Governo do Município para receber as orientações sobre o processo de nomeação e posse, mas foi novamente avaliada por uma junta médica e declarada inapta para o cargo. Assim, T.N. de M. teve novamente seu decreto de nomeação anulado.

Diante destes fatos, a autora pediu a anulação do parecer que a considera inapta para o exercício de sua função e, como consequência, solicitou a determinação de sua posse para o cargo que prestou concurso e foi nomeada. Por fim, pleiteou a compensação financeira por danos morais.

O juiz determinou que o município dê à autora a posse no cargo para o qual foi aprovada em concurso e nomeada por decreto, mas indeferiu o pedido de indenização por danos morais.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Deficiente visual de 73 anos participa da 1ª Meia Maratona de Pernambuco

Aconteceu hoje, entre as cidades de Recife e Olinda, a 1ª Meia Maratona de Pernambuco. A prova, que teve largada às 8h da manhã deste domingo de feriadão, no Centro de Convenções, foi realizada pela Secretaria de Esportes do Estado e fez parte do ranking da Confederação Brasileira de Atletismo - CBAt. Principal atração do Pernambuco Multi Esportes, evento que ocorreu nos últimos dias 12, 13 e 14, a meia maratona entrará para o calendário brasileiro de corrida de rua como uma das mais charmosas pela beleza do roteiro, que inclui a orla marítima e pontos turísticos de Olinda e Recife, como o Mercado Eufrásio Barbosa, em Olinda, e o Marco Zero, no Recife.

Apoiada pela Federação Pernambucana de Atletismo (FEPA), a 1ª Meia Maratona de Pernambuco teve valor total de premiação de R$ 67 mil.

Geovane Paparazze

Estela Marinho e sua irmã, Eurina Ferreira Lima, na 1ª Meia Maratona de Pernambuco

A última colocada dos 21km foi a carioca e moradora de Paulista, PE, Estela Marinho. Corredora há 6 anos, Estela, 73, é deficiente visual e corre acompanhada da sua irmã, Eurina Ferreira Lima.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Vitiligo

Vitiligo é uma doença não-contagiosa em que ocorre a perda da pigmentação natural da pele. Sua etiologia ainda não é bem compreendida, embora o fator autoimune pareça ser importante. Contudo, estresse físico, emocional, e ansiedade são fatores comuns no desencadeamento ou agravamento da doença. Patologicamente, o vitiligo caracteriza-se pela redução no número ou função dos melanócitos, células localizadas na epiderme responsáveis pela produção do pigmento cutâneo — a melanina. A doença pode surgir em qualquer idade, sendo mais comum em duas faixas etárias: 10 a 15 anos e 20 a 40 anos.

Essa despigmentação ocorre geralmente em forma de manchas brancas (hipocromia) de diversos tamanhos e com destruição focal ou difusa. Pode ocorrer em qualquer segmento da pele, inclusive na retina (olhos). Os locais mais comuns são a face, mãos e genitais. Os pêlos localizados nas manchas de vitiligo se tornam esbranquiçados. O local atingido fica bastante sensível ao sol, podendo ocorrer sérias queimaduras caso exposto ao sol sem protetor, conferindo um risco para o desenvolvimento de câncer de pele.

 

Prognóstico

A princípio, o vitiligo é um distúrbio crônico. Existem vários tipos clínicos de vitiligo, cada qual com prognóstico próprio. Porém, dependendo do seu tipo clínico, pode haver regressão espontânea ou a partir de tratamento médico. O vitiligo pode permanecer focal indefinidamente ou se generalizar.

 

Tratamento

Existem inúmeras opções terapêuticas para o vitiligo, a saber: corticosteróides, trioxsaleno, imunomoduladores, helioterapia, PUVA e enxertos cirúrgicos. Esteróides têm sido usados para remover as manchas brancas, porém não são muito eficientes. Outro tratamento mais radical é tratar quimicamente para remover todo o pigmento da pessoa para que a pele fique mais uniforme.

As terapias psicológicas também têm mostrado bons resultados, uma vez que há uma ligação intrínseca entre estresse e a saúde da pele.

 

Comunidade de Apoio

O vitiligo, doença de prevalência significante, conta com uma incipiente rede social para compartilhamento de experiência entre pacientes e profissionais da saúde, chamada sympa - unitedpatients.ning.com

 

Casos famosos

 

Jackson dois anos depois que ele foi diagnosticado com vitiligo, aqui nas fases iniciais da doença.

Um dos casos da ocorrência de vitiligo entre artistas famosos foi o do cantor pop norte-americano Michael Jackson. Jackson revelou que possuía a doença no início da década de 1990. Foi aconselhado por médicos a usar tratamentos para tornar a cor de pele mais uniforme e acabar com as manchas, já que a doença estava bastante avançada e afectava o corpo todo — isso contrariou a teoria dos tabloides, que afirmavam que o cantor teria feito cirurgias plásticas para mudar a cor de pele voluntariamente.

O apresentador norte-americano Lee Thomas, da TV de uma afiliada local da Fox Broadcasting Compan, também tem a doença do vitiligo.

No Brasil, o apresentador de televisão e rapper Rappin' Hood, apresenta a doença manifestada em pequenas manchas ao redor dos olhos. O jornalista Chico Lang também apresenta as manchas espalhada pelo corpo.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Meu filho era autista - Autismo atinge mais de dois milhões de brasileiros

Matéria sobre autismo feita pela Rede Record de televisão. A matéria descreve como o autismo pode ser tratável e, com a atenção devida, atingir qualidade de vida para o autista e para seus familiares.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Doenças mentais podem ser tratadas pela união da neurociência e psicanálise

Carolina Cotta - Estado de Minas

Publicação: 03/10/2012 16:04 Atualização:

Desde o fim do século 19, duas perspectivas disputam o título de abordagem mais adequada para compreender e tratar doenças mentais. Uma delas é biológica: as explicações para as patologias psiquiátricas estariam no funcionamento do sistema nervoso central, e as intervenções psicofarmacológicas seriam o recurso para tratá-las. A outra perspectiva, inaugurada e até hoje fortemente influenciada pela psicanálise de Sigmund Freud, é mentalista: a experiência subjetiva e a psicoterapia seriam mais eficientes.


Essas duas visões raramente dialogaram, até que, na visão do psiquiatra Frederico Graeff, a neurociência proporcionou uma visão intermediária entre as duas e trouxe progressos para a compreensão e o tratamento de vários distúrbios. Entusiasta desse equilíbrio entre mente e cérebro, o professor titular da Universidade de São Paulo (USP) aposta no conceito da complementaridade para solucionar tal impasse, como deixou claro durante sua participação no 6º Simpósio Internacional de Neurociências da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), realizado na semana passada em Belo Horizonte. Com o conceito, Graeff tenta resolver o desacordo entre as duas modalidades de conhecimento: a objetiva e a subjetiva, a neurociência e a psicanálise.

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2012/10/03/internas_cienciaesaude,400222/doencas-mentais-podem-ser-tratadas-pela-uniao-da-neurociencia-e-psicanalise.shtml

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Mulher com paralisia cerebral faz pós-graduação em neurociência

Cícera Bruna teve problemas no parto e nasceu com limitações. Hoje, com 28 anos, é formada em psicologia e já escreveu um livro

27-09-2012 13:47

Psicóloga Cícera Bruna conta sua história de superação Psicóloga Cícera Bruna conta sua história de superação (Foto Rafael Barbosa, do G1)

"Uma luta incansável". O título da autobiografia da natalense Cícera Bruna Silva de Sousa resume a história de superação de uma mulher de 28 anos e que hoje trabalha numa clínica de reabilitação para pessoas com limitações físicas. A personagem poderia ser apenas uma entre tantas que buscam sobrepor seus próprios obstáculos, não fosse o fato dela própria ser portadora de paralisia cerebral. E mais: Bruna é psicóloga. Sozinha, ainda fez intercâmbio na Inglaterra, onde aprendeu a falar inglês básico. E, atualmente, cursa pós-graduação em neurociência.

Bruna sofreu a paralisia cerebral durante o parto, em razão de um prolapso de cordão umbilical. Isso ocorre quando o cordão umbilical sai pela vagina antes de o bebê ser retirado, o que impede a passagem do sangue pelo cordão. A complicação pode provocar a morte fetal ou mesmo problemas de saúde que afetam o desenvolvimento da criança. Bruna sobreviveu, mas herdou dificuldades na fala e limitações motoras. Ela anda e se movimenta lentamente.

Mesmo com as limitações, Bruna concluiu psicologia em 2010, numa universidade particular de Natal. E não pensa em parar. Hoje, ela cursa pós-graduação em neurociência em outra faculdade da capital potiguar.

Com um sorriso largo e bastante disposição, a psicóloga diz que é feliz com o que já conseguiu fazer e com o que ainda está produzindo. "A felicidade quem busca somos nós. Eu sou feliz demais", disse ela.

Mulher com paralisia cerebral faz pós-graduação em neurociência

A psicóloga

De 15 em 15 dias ela se reúne com um grupo de pessoas entre 18 e 30 anos que fazem tratamento de problemas semelhantes aos dela. O objetivo é debater a vivência e as dificuldades dos portadores de necessidades especiais.

É na clínica, agora trabalhando, que a psicóloga se apropria de sua experiência com as limitações para inspirar as pessoas a superarem suas dificuldades. "A sua vida pode acrescentar à minha. E a minha, à sua", ressaltou.

Cícera Bruna toca os projetos na clínica, continua fazendo terapia e vibra com cada conquista. "O simples fato de conseguir tocar os dedos para mim é uma vitória", celebrou.

A escritora

A autobiografia 'Uma luta incansável' reúne as anotações que Bruna fez em seu diário ao longo da adolescência. No livro, ela relata histórias de seu cotidiano. Como escritora, também faz planos para o futuro. A jovem está escrevendo um romance que deve ser publicado no próximo ano. Para ela, "o importante é olhar o lado positivo da vida, independente do que você tem".

Fonte: http://www.meionorte.com/noticias/geral/mulher-com-paralisia-cerebral-faz-pos-graduacao-em-neurociencia-182780.html

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Alguns filmes que abordam o termo "Deficiência"

Filme

Deficiência

Ammy

Visual/Auditiva

Gaby – Uma história verdadeira

Paralisia Cerebral

Meu pé esquerdo

Paralisia Cerebral

Nascido em quatro de julho

Paraplegia

Filhos do Silêncio

Auditiva

Rain Man

Autismo

Meu Filho Meu Mundo

Autismo

Nicky and Gino

Mental

Amargo Progresso

Paraplegia

Além dos meus olhos

Visual

A Força de um Campeão

Física

Feliz Ano Velho

Tetraplegia

O Piano

Auditiva

O Óleo de Lorenzo

Física

Perfume de Mulher

Visual

Mr. Holland – Adorável Professor

Auditiva

Uma Janela para o Céu

Física

Oitavo Dia

Síndrome de Down

Forrest Gump – O Contador de História

Mental

Carne Trêmula

Física

Anne Sulivan

Auditiva/Visual

Gilbert Grape

Mental

Nell

Autismo

Desafio sem Limites

Paraplegia e Deficiência Visual

Simples como o Amor

Mental

À Primeira Vista

Visual

Mentes que brilham

Integração da criança superdotada

O Silêncio dos Inocentes

Auditiva

O Enigma de Kasper Hauser

Jovem "escondido" por 25 anos

A escola da desordem

Tipos de escolas

Sempre amigos

Síndrome de Down

O pescador de ilusões

A questão do outro

O Hotel de Um Milhão de Dólares

A questão do outro

Amor à primeira vista

Visual

Hellen Keller

Visual/auditiva

O homem elefante

Monstros

O outro

A questão do outro

The Black Stork

Eugenia

The Science of Life

Eugenia

Tomorrow's Children

Eugenia

Birth

Eugenia

Parentage

Eugenia

» À Primeira Vista
Uma arquiteta está de férias em um hotel e apaixona-se pelo massagista cego. Convence-o a submeter-se a uma operação para que ele volte a enxergar. O filme é baseado em fatos reais e mostra as dificuldades do voltar a enxergar.

» À Procura de Mr. Goodbar
Baseado na história real de uma professora de deficientes auditivos.

» Amargo Regresso
Um capitão das forças armadas americanas vai lutar no Vietnam e sua mulher decide servir como voluntária em um hospital para veteranos. Lá ela encontra um antigo colega da faculdade, agora um soldado paraplégico, e apaixona-se por ele.

» Asas da Liberdade
Um ex-combatente do Vietnam é internado depois de um surto psicótico. Durante o transe, ele recorda sua vida pobre e sonha ser um pássaro. Ganhou Prêmio Especial do Júri em Cannes.

» Blink - Num Piscar de Olhos
Mulher faz cirurgia para recuperar a visão, porém passa a enxergar tudo com um dia de atraso.

» Carne Trêmula
Uma briga de casal acaba em troca de tiros com a polícia, um dos policiais é baleado e fica paraplégico. O homem que atirou é preso e o ex-policial torna-se um jogador de basquete famoso. Ao sair da prisão, o jovem quer vingança e aproxima-se da mulher do ex-policial.

» Cegos, Surdos e Loucos
Dois amigos, um cego e o outro surdo, são as únicas testemunhas de um assassinato. Enquanto a polícia acha que eles são os culpados, os verdadeiros assassinos os perseguem.

» Dançando no Escuro
Uma imigrante tcheca leva uma vida dura trabalhando em uma usina nos EUA. Descobre que está perdendo a visão dia após dia e tenta esconder isso de todos, principalmente de seu filho, geneticamente condenado a também desenvolver a doença. Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes como melhor filme e melhor atriz.

» Dr. Fantástico
Um ataque nuclear acidental gera uma confusão entre EUA e União Soviética. O conselheiro do presidente americano, que dá nome ao filme, é paraplégico.

» E aí meu Irmão, cadê você?
Fugitivos da prisão estão acorrentados um ao outro. Na fuga encontram um profeta cego e um vendedor de bíblias com um só olho.

» Feliz Ano Velho
Adaptação do best-seller autobiográfico de Marcelo Rubens Paiva, conta a história de um universitário que fica tetraplégico após um mergulho. Vencedor de sete prêmios no Festival de Gramado, incluindo melhor roteiro.

» Filhos do Silêncio
Professor leciona linguagem dos sinais para deficientes auditivos. Apaixona-se por uma surda-muda que tem dificuldades para relacionar-se com os outros. Oscar e Globo de Ouro de melhor atriz e Urso de Prata no Festival de Berlim para direção.

» Forrest Gump - O Contador de Histórias
Quarenta anos da História dos EUA vistos pelos olhos de um rapaz com QI abaixo da média. Há também um amputado das pernas. Oscar de melhor filme, ator, diretor, roteiro, montagem e efeitos especiais.

» Gaby - Uma História Verdadeira
A história de Gaby Brimmer que, sem andar, falar nem mexer as mãos, escreveu um livro com o pé e uma maquina de escrever elétrica.

» Gilbert Grape - Aprendiz de Sonhador
Gilbert sustenta a família desde a morte do pai. Sua mãe é obesa e seu irmão deficiente mental. A chegada de uma jovem muda sua vida.

» Janela da Alma
Dezenove pessoas portadoras de deficiências visuais contam como se vêem, como vêem os outros e como se relacionam com o mundo.

» Johnny vai à Guerra
Um jovem retorna da primeira guerra mundial sem os braços, pernas e um pedaço do rosto.

» King Gimp
Vencedor do Oscar, esse documentário retrata a vida de um portador de paralisia cerebral.

» Lágrimas do Silêncio
Atriz surda-muda deixa a filha com seus pais enquanto recupera-se da morte do marido. Sua mãe apega-se à neta e pede sua guarda na justiça.

» Lua de Mel
Casal de ingleses embarca em um cruzeiro onde conhecem um casal formado por uma linda mulher e um cadeirante. Este, sádico, conta aos ingleses a trajetória de seu romance, da paixão ao desencanto.

» Luzes da Cidade
Carlitos apaixona-se por uma florista cega e se envolve nas maiores trapalhadas buscando dinheiro para recuperar a visão da moça.

» Meu Pé Esquerdo
A história real do escritor irlandês Christy Brown, portador de paralisia cerebral, que aprende a pintar e escrever com seu pé esquerdo. Oscar de melhor ator e atriz coadjuvante.

» Mr. Holland - Adorável Professor
Um homem que quer compor uma sinfonia trabalha como professor para sustentar a família. Ao descobrir que seu filho nascera surdo, sofre e decide organizar um concerto para deficientes auditivos.

» Nascido em 04 de Julho
Soldado americano é ferido no Vietnam e fica paraplégico. Torna-se um ativista político contrário à posição americana na guerra e é visto como um traidor. Baseado em história real e vencedor do Oscar de Direção e Montagem.

» Nell
Nell foi criada sem nenhum contato com o mundo. É descoberta por um médico e uma psicóloga que tentam descobrir como foi sua vida até então.

» O Colecionador de Ossos
Um brilhante investigador policial fica tetraplégico após sofrer um acidente. Isso não o impede de continuar seu trabalho, desvendando um assassino em série, com a ajuda de uma jovem e dedicada policial.

» O Despertar para Vida
A convivência de alguns lesados medulares em um centro de reabilitação.

» O Franco Atirador
Conta a história de três amigos, dois deles paraplégicos, e as conseqüências da guerra do Vietnam em suas vidas.

» O Grande Lebowski
Lebowski joga boliche, usa drogas e escuta rock o dia inteiro. A confusão começa quando ele é confundido com um milionário paraplégico e passa a ser perseguido por bandidos, seqüestradores, advogados e pela própria polícia.

» O Homem Elefante
Baseado em história real, um homem deformado por uma doença congênita trabalha em um circo de aberrações. Com a ajuda de um médico, tenta recuperar sua dignidade.

» O Oitavo Dia
Empresário estressado vaga sem rumo pelas estradas francesas. Quase atropela um portador de Síndrome de Down e acaba levando-o no carro. Uma forte amizade desenvolve-se entre os dois. Prêmio de melhores atores em Cannes.

» O Óleo de Lorenzo
Baseado em fatos reais, o filme conta a luta dos pais de Lorenzo para salvá-lo de uma doença rara diagnosticada como incurável.

» O Piano
Uma deficiente auditiva casa-se com um proprietário de terras. Ela comunica-se através de um piano.

» O Povo contra Larry Flynt
Biografia do criador da revista pornográfica Hustler e sua luta pela liberdade de expressão. Sofre atentado que o deixa paraplégico.

» Os Amantes do Pont-neuf
A história de amor de dois moradores de rua, ela cega de um olho.

» Perfume de Mulher
O filme relata a história de um ex capitão do exército, cego e amargo, e sua relação de amizade com um jovem contratado para acompanhá-lo.

» Prisioneiros do Silêncio
Mãe leva filho autista para uma instituição especializada e descobre maneiras de comunicar-se com ele.

» Quatro Casamentos e um Funeral
A história de Charles, solteirão convicto, que fica apaixonado por Carrie e passa a encontrá-la em casamentos e funerais. O irmão de Charles é um ator surdo.

» Rain Man
Rapaz vai buscar irmão autista em asilo a fim de herdar a fortuna do pai sozinho. Os dois desenvolvem amizade no caminho de casa. Oscar de melhor filme, ator, direção e roteiro.

» Ratos e Homens
George e Lennie buscam trabalho em uma fazenda da Califórnia. George cuida de Lennie, que tem grande força física mas o cérebro de uma criança.

» Sempre Amigos
A história da amizade dois meninos, um super dotado, porém com distrofia muscular e o outro grande e forte, mas pouco inteligente e sem amigos.

» Simples como amar
Jovem com leve problema mental volta de uma escola especial, porém entra em conflito com sua mãe superprotetora que não aceita sua recuperação.

» Sonata de Outono
A história de um pianista e a relação com suas filhas, uma delas portadora de uma doença neurológica degenerativa.

» Testemunha do Silêncio
Menino autista e sua irmã testemunham assassinato de seus pais.

» Tudo pela Vida
Atriz de novela sofre acidente e vai recuperar-se na casa dos pais. É terrível com as enfermeiras até desenvolver amizade com uma delas.

» Uma Segunda Chance
Um advogado arrogante perde a memória e tem que recomeçar a vida. Descobre como estava causando mal a seus familiares e resolve mudar.

domingo, 9 de setembro de 2012

Talento indica talento

image001

Você conhece como ninguém a nossa cultura e o perfil diferenciado dos nossos profissionais. Então, que tal indicar aquele amigo que tem o DNA do Itaú BBA?

Estamos lançando o programa TALENTO INDICA TALENTO, pelo qual os candidatos apontados por você serão considerados com prioridade nos nossos processos seletivos.

Como projeto piloto desta iniciativa, abrimos algumas oportunidades voltadas para Pessoas com Deficiência. Apoiadas por incentivos de formação e desenvolvimento profissional, as vagas abrangem os mais diversos perfis profissionais para as áreas de operações, apoio e negócios.

Se você conhece pessoas com deficiência que pensam e agem sempre à frente, convide para o nosso time! Basta que o profissional indicado cadastre o currículo no link www.vagas.com.br/v604339 ou envie um email para IBBA-AtracaoeSelecao@itaubba.com.

sábado, 8 de setembro de 2012

Acessibilidade digital para cegos

Capturar1Esta pesquisa visou o desenvolvimento de materiais acessíveis para cegos. O estudo foi realizado a partir de uma pesquisa exploratória e, posteriormente, pela interação dos sujeitos de pesquisa com os materiais desenvolvidos. Os cegos tiveram a oportunidade de testar os materiais por meio da metodologia criada, apresentando vários níveis de feedback, a qual possibilitou a validação desses materiais.

Além da exploração direta dos materiais os cegos foram entrevistados a partir de questionários semi-estruturados compondo dessa forma a avaliação dos mesmos. A investigação deixou evidente a necessidade da comunidade científica atentar para os requisitos de acessibilidade no momento de criação do projeto para o desenvolvimento de materiais digitais acessíveis. Neste sentido, o trabalho apresentou relevância por ter apresentado uma metodologia de construção de materiais digitais acessíveis. É importante destacar, que os testes efetuados com os materiais demonstraram atender as diretrizes internacionais de acessibilidade, na qual recebeu os selos que qualificam perante a comunidade de desenvolvedores.

Acessar conteúdo em PDF: Clique AQUI!

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Jogo brasileiro ajuda na educação de crianças com autismo

O jogo é recomendado para crianças entre cinco e nove anos e está disponível no site www.jogoseducacionais.com. Foto: Jogos Educacionais/Reprodução
O jogo é recomendado para crianças entre cinco e nove anos e está
disponível no site
www.jogoseducacionais.com
Foto: Jogos Educacionais/Reprodução

Pais e educadores de crianças com autismo têm mais uma ferramenta a seu serviço. Um jogo criado por um mestre em ciências da computação pela PUC-RJ auxilia na alfabetização de estudantes nessa condição. Chamado Aiello, em homenagem a Santa Elena Aiello, a plataforma permite à criança associar nomes e imagens de objetos, ampliando seu vocabulário. "É um jogo simples que tem um personagem principal, um esquilo, que solicita uma palavra qualquer para a criança. Ele pede prato, então tem um prato lá e ela seleciona", explica o criador Rafael Cunha. Existe ainda a possibilidade de configurar o jogo para que, em vez de objetos, apareçam palavras, o que o faria útil também para auxiliar no aprendizado das palavras escritas.

O software foi criado por Rafael como parte da sua dissertação de mestrado, defendida em dezembro do ano passado. A novidade é que o programa, que estava disponível apenas para a realização da pesquisa, foi liberado para acesso do público geral e já conta com uma série de usuários.

A motivação para o desenvolvimento desse aplicativo veio da esposa de Rafael. Fonoaudióloga, ela estava atendendo uma criança com autismo que tinha dificuldade de socialização, mas se interessava muito por computadores. Logo, ele procurou uma maneira de usar o dispositivo para a alfabetização de crianças nessa condição.

Segundo o psicólogo especialista na área Robson Faggiani, o uso da informática pode ser de grande importância na educação de autistas, já que eles costumam gostar de mídias interativas, como vídeos e games. Faggiani acredita que, desde que usadas com moderação e como complemento ao ensino regular, essas ferramentas são muito úteis.

A professora do Departamento de Psicologia da PUC-RJ Carolina Lampreia auxiliou Cunha a entender as necessidades da criança com autismo. Ela realça que o método utilizado pelo jogo é interessante, pois trabalha de modo lúdico com o intuito de motivar a criança. Assim, ela se sente estimulada a seguir realizando as tarefas solicitadas. "O modelo que ele utilizou é muito interessante, chama-se escolha segundo a amostra. Você tem uma amostra e duas opções. Se escolhe a certa, a criança é recompensada de alguma forma, toca uma música ou o bonequinho se mexe", explica.

Outra vantagem apontada pelo psicólogo é que a maior parte desses programas de computador é desenvolvida em outros países, o que torna o uso por crianças brasileiras mais difícil. Faggiani elogia a iniciativa: "É bom que um brasileiro esteja fazendo isso em português. Sou completamente a favor do uso", diz.

O jogo é recomendado para crianças entre cinco e nove anos e está disponível no site www.jogoseducacionais.com, compatível com qualquer navegador de internet, tanto em dispositivos móveis quanto em computadores.

Fonte: http://creativeideias.blogspot.com.br/2012/07/jogo-brasileiro-ajuda-na-educacao-de.html

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

60 vagas destinadas a jovens aprendizes com deficiência

A Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência (Avape) anuncia a abertura de mais de 250 vagas de trabalho para atuação em São Paulo (capital), ABC e interior paulista.

Do total de oportunidades disponíveis, 60 são destinadas a jovens aprendizes com deficiência. Há ainda um grande número de vagas abertas para operadores de teleatendimento (30), escriturários (8), ajudantes de produção (15), operador comercial (5), auxiliar administrativo (20), ajudante de lanchonete (90 vagas), entre outras.

Para Marcelo Vitoriano, gerente nacional de capacitação e inclusão da Avape uma das principais justificativas das empresas para não contratar profissionais com deficiência é a falta de candidatos bem capacitados. “Se de fato as pessoas com deficiência tem dificuldade com relação ao seu preparo para o mercado de trabalho, e a nova norma permite que as empresas invistam em programas de capacitação segundo as suas necessidades, esta é uma parceria que acaba sendo boa para todos”, ressalta Vitoriano.

Todas as vagas são para contratação em regime CLT, com benefícios que variam de acordo com cada vaga, incluindo, convênio médico, vale transporte e alimentação. Para concorrer, os interessados devem encaminhar currículos para os e-mails, a seguir.

Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone (11) 4993-9205 ou pelos emails: cristiane.arruda@avape.org.br; rosana.figueiredo@avape.org.br; carina.romero@avape.or.br; cintia.moreira@avape.org.br ou jose.marconi@avape.org.br.

Veja os detalhes das vagas:
Assistente administrativo
2 vagas para atuar em Santos. Salário variável conforme a experiência administrativa de R$ 800 a R$ 1.500 mais benefícios. Necessário ensino médio completo, desejável superior completo ou cursando.

Operador de rádio
10 vagas para atuar em Itaquaquecetuba. Salário de R$ 1.200 mais benefícios. Necessário ensino médio completo, sexo masculino, com experiência com rádio/nextel. Disponibilidade para horário 6 x 2.

Operador comercial
2 vagas para atuar em Sorocaba. Salário de R$ 850 mais benefícios. Necessário ensino médio completo ou cursando. Disponibilidade para horário 6 x 1.

Aprendiz com deficiência
30 vagas para jovens a partir de 16 anos, ambos os sexos, com ensino médio cursando ou completo. Atuação na região do ABC e São Paulo.

Aprendiz
30 vagas para jovens a partir de 16 anos, ambos os sexos, com ensino médio cursando ou completo. Atuação na região do ABC e São Paulo.

Operador de teleatendimento
30 vagas para atuação no ABC, com faixa salarial de R$ 900 e benefícios, como convênio médico e vale-transporte. Pede-se ensino médio.

Ajudante de produção
15 vagas para atuação no Ipiranga, Zona Sul de São Paulo. Salário inicial de R$ 700 mais benefícios. Necessário ser alfabetizado.

Escriturário
8 vagas para atuação na Liberdade, Centro de São Paulo. Salário inicial de R$ 1.000 mais benefícios. Necessário ensino médio completo mais conhecimentos de informática e experiência com atendimento ao público.

Operador comercial
5 vagas para atuação em shoppings da Grande São Paulo. Salário de R$ 852 mais benefícios. Necessário ensino fundamental completo e disponibilidade para trabalhar aos finais de semana. Disponibilidade para horário 6 x 1.

Auxiliar administrativo
20 vagas para atuação em São Paulo. Salário variável de R$ 800 a R$ 1.100 mais benefícios. Necessário ensino médio completo e informática.

Agente de atendimento
10 vagas para atuar na cidade de São Paulo. Salário de R$ 900 mais benefícios. Disponibilidade para horário 6 x 1. Necessário ensino médio completo ou cursando, boa comunicação e conhecimentos de informática.

Atendente de lanchonete
90 vagas para atuar na região de São Paulo e Campinas. Salário variável de R$ 629 a R$ 769 mais benefícios. Cargo horária de 7 horas diárias, de segunda a sexta-feira.

Auxiliar administrativo pleno com deficiência
1 vaga para atuação em Jundiaí, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Salário de R$ 1.109,58. Ensino médio completo. Atividades são de atendimento ao público, leitura de documentos/memorandos e autuação de processo, elaboração de cálculos e planilhas, arquivamento de processos.

Menino com paralisia cerebral dá primeiros passos

06/09/201206h49

CapturarDepois de um ano de fisioterapia intensiva, o menino Joel Rogers, 8, que sofre de paralisia cerebral, deu seus primeiros passos. Há cerca de um ano, ele foi submetido a uma operação inovadora, que corta as ligações nervosas que provocavam convulsões nas pernas.

A mãe conta que o processo foi mais intenso que imaginava, uma grande jornada para toda a família. Joel, que nasceu dez semanas prematuro e sofreu uma hemorragia na cabeça que provocou paralisia cerebral, agora faz fisioterapia no hospital de Chesterfield, no norte da Grã-Bretanha, toda semana. Ele também tem uma bateria de exercícios para fazer em casa.

Mas o caminho ainda é longo: os médicos calculam que o menino tem mais dois anos de fisioterapia pela frente para conseguir os melhores resultados.

Veja o vídeo da reportagem aqui.

http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/bbc/2012/09/06/menino-com-paralisia-cerebral-da-primeiros-passos.htm

domingo, 2 de setembro de 2012

Passe intermunicipal para deficientes é implantado - Bahia

Publicada em 21/08/2012 12:14:51

Nos próximos dias começa a ser implantado o Passe Livre Intermunicipal que garante às pessoas com deficiência a gratuidade no sistema de transporte coletivo entre os municípios, nos modais rodoviário, ferroviário aquaviário e metroviário.

Têm direito ao benefício pessoas comprovadamente carentes com deficiência física, auditiva, visual intelectual, Transtorno Global do Desenvolvimento (TGD) ou Transtorno do Espectro Autista (TEA), por causa genética e múltipla.

Como início da implantação, está sendo realizada, no Pestana Hotel, reunião com os coordenadores dos Centros de Referência de Assistência Social.

Segundo o Superintendente dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Alexandre Baroni, os coordenadores dos CRAS irão tirar dúvidas sobre a implantação do Passe Livre, como saber quais os documentos exigidos para o cadastramento, comprovar carência e como serão feitas as reservas de passagens.

As reuniões para os esclarecimentos serão realizadas em dois dias no Pestana. Na segunda-feira (20), foram orientados os representantes dos municípios de Salvador, Região Metropolitana e distantes da capital até 500 quilômetros. Nesta terça-feira (21), o encontro é dirigido para municípios mais distantes. A reunião foi aberta pelo secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Almiro Sena.

Validade

O secretário prevê que, no primeiro momento, o Passe Livre Intermunicipal atenda cerca de 130 mil pessoas portadoras de deficiência. Segundo ele, a Carteira do Passe Livre terá validade por dois anos, podendo ser renovada sucessivas vezes por igual período.

A carteira será fornecida pela Secretaria de Justiça. O requerente deverá comprovar renda igual ou menor que um salário mínimo. O benefício também pode ser estendido ao acompanhante da pessoa com deficiência, desde que seja comprovada a necessidade de acompanhamento através de laudo médico.

O beneficiário do Passe Livre Intermunicipal deverá solicitar a reserva de passagem com antecedência mínima de quatro horas, exceto para as viagens realizadas no perímetro de até 150 quilômetros.

Além da carteira do Passe Livre, será necessário também a apresentação de documento de identificação com foto na hora do embarque.

A carteira poderá ser solicitada nos CRAS e nas Secretarias Municipais de Assistência Social em todo o estado da Bahia.

*Matéria de Naira Sodré, publicada na versão impressa da Tribuna da Bahia

Fonte: http://www.tribunadabahia.com.br/2012/08/21/passe-intermunicipal-para-deficientes-implantado

sábado, 1 de setembro de 2012

Aluno com deficiência auditiva defende dissertação sobre ambiente de EAD para surdos

Publicado em 28.08.2012, às 10h22

0e97b651c62c3e4bd177f5c65fdd5025.jpg

Marcelo Amorim sugere melhorias no âmbito da acessibilidade e usabilidade no projeto Amadeus do CIn/UFPE

Do NE10

Quando um pesquisador convive, na prática, com a problemática do seu estudo, a apresentação dos resultados dessa pesquisa torna-se bem interessante; ainda mais, quando trata-se de um aluno com deficiência auditiva que se debruçou sobre o ambiente virtual de aprendizagem para surdos.

O mestrando Marcelo Lúcio Correia de Amorim defenderá sua tese "Estilos de interação web de navegação e ajuda contextual para usuários surdos em plataformas de gestão da aprendizagem", na próxima sexta-feira (31), às 10h, no Centro de Informática (CIn) da UFPE. A defesa é aberta ao público.

O problema de pesquisa surgiu a partir da dificuldade que Marcelo e seus colegas - todos surdos - da graduação na modalidade de Ensino à Distância (EAD) tiveram para utilizar o ambiente virtual nesta modalidade de ensino. Para as aulas do mestrado, Marcelo contou com a ajuda de um intérprete de Libras.

O mestrando, sob orientação do professor Fernando Fonseca, sugere melhorias no âmbito da acessibilidade e usabilidade no projeto Amadeus do CIn/UFPE, cuja próxima versão (1.0) terá recurso de acessibilidade para alunos surdos.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Estimulação precoce em portadores de deficiência é desenvolvida em MG

28/08/2012 13h32- Atualizado em 28/08/2012 13h32

 

Crianças em Araxá recebem atendimento desde os primeiros anos de vida.
São orientadas por profissionais de psicologia, fisioterapia e fonoaudiologia.

Do G1 Triângulo Mineiro

Crianças portadoras de deficiência participam de um trabalho de estimulação precoce motora e cognitiva em Araxá, no Alto Paranaíba. Uma equipe interdisciplinar oferece apoio a elas desde os primeiros anos de vida. O atendimento é feito no Centro de Atendimento à Criança em parceria coma a Fundação Abrinq. São atendidas até 20 crianças, orientadas por profissionais das áreas de psicologia, fisioterapia, fonoaudiologia, pediatria e outras.

De acordo com a pediatra Maria Inês Araújo, a criança que precisa de atendimento como esse, mas não o recebe pode ter mais dificuldades para se desenvolver. “Ela pode ficar com sequelas em áreas motoras e cognitivas. Por isso, é importante essa avaliação desde o começo para que possamos avaliar o desenvolvimento da criança”, explicou.

De acordo com a terapeuta ocupacional, Cristiane Silveira e Oliveira, o trabalho auxilia em vários fatores. “Orienta o brinquedo adequado à idade e a partir daí a criança consegue, dentro do aprendizado, brincar corretamente”, explicou.

Segundo a fisioterapeuta Débora Riera Dias Tavares, as mães aprendem como conduzir os movimentos dos filhos. “As atividades são propostas à medida que as mães se aproximam das crianças. Nós orientamos onde as mães devem pegar, ‘pontos chave’ e, a partir daí, a mãe consegue guiar os movimentos normais da criança”.

O filho de Lorena Gomes Martins tem paralisia cerebral e depois do atendimento melhoras significativas foram percebidas no menino. "Ele aprendeu a se socializar com as crianças, aprendeu o movimento de buscar algum objeto então eu vejo uma evolução muito grande", contou.

A também mãe Thais Mazer ressaltou que o trabalho deve continuar em casa. "Temos que fazer os exercícios e isso deve ser contínuo ao que é feito aqui. A mãe tem que se esforçar e fazer em casa", disse.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

LARAMARA e FUMCAD facilitam a inclusão social de pessoas com deficiência visual e com deficiências associadas

Sandra Tacla NOTÍCIAS - Saúde

As pessoas com deficiência visual possuem necessidades específicas para sua educação e inclusão. Necessitam estímulos diferenciados para seu desenvolvimento e socialização, que irão ajudá-las a superar os obstáculos e a usar adequadamente os órgãos sensoriais.

Dentre as principais dificuldades da pessoa cega e com baixa visão, encontra-se a falta desses estímulos, que poderão ser supridos com materiais de tecnologia assistiva que propiciam seu desenvolvimento, seja no âmbito educacional, profissional ou social. Para fomentar o acesso, gratuitamente, aos recursos que facilitam a participação efetiva dessas pessoas na sociedade, a Laramara - Associação Brasileira de Assistência ao Deficiente Visual em parceria com o FUMCAD (Fundo Municipal da Criança e do Adolescente) lançam o projeto Inclusão Social e Tecnologia Assistiva, que visa beneficiar cerca de 350 crianças e adolescentes de baixa renda, cegos, com baixa visão e com deficiências adicionais (entre 0 a 17 anos e 11 meses), atendidos na instituição ou indicadas por outras parceiras, no município de São Paulo, com recursos variados.

Os beneficiados pelo projeto serão pré-selecionados pela equipe técnica e multidisciplinar da Associação que determinará os recursos a serem doados de acordo com a necessidade de cada um, importantes para a alfabetização, inclusão escolar, autonomia e independência das crianças e adolescentes com deficiência visual associada ou não a múltipla deficiência. A instituição disponibilizará para esta ação: máquinas de escrever em braille; softwares de ampliação, com recurso de voz e de acesso a livros e revistas; bengalas; lupas com e sem iluminação; telelupas; brinquedos pedagógicos, livros e DVDs instrucionais, além de diversos produtos tecnológicos de acessibilidade.

O FUMCAD, Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente da Cidade de São Paulo, beneficia entidades que apóiam as crianças e adolescentes, através de doações da Renúncia Fiscal do Imposto de Renda.

Esta iniciativa não onera o doador e traz grandes benefícios para a sociedade.

“Faça você também sua contribuição para a melhoria da qualidade de vida das crianças com deficiência visual” diz Mara Siaulys – presidente e fundadora da Laramara

As indicações já podem ser direcionadas para a associação Laramara, assim como todos os interessados nas ações do projeto e patrocinadores (doações dedutíveis do Imposto de Renda Devido - IRD). Mais informações pelos telefones (11) 3660-6433 ou 3660-6434 e pelo e-mail lara...@laramara.org.br

Sobre a Laramara

Laramara é uma das mais atuantes instituições especializadas em deficiência visual do Brasil e um centro de referência na América Latina na inclusão social da pessoa com deficiência visual. Realiza atendimento educacional especializado, com ações complementares e atividades específicas essenciais à aprendizagem e desenvolvimento das pessoas com deficiência visual e com deficiências associadas. As atividades socioeducativas são realizadas em grupos, organizados por faixa etária e os usuários dispõem ainda de atendimentos específicos de Braille, Soroban, Desenvolvimento da Eficiência Visual (Baixa Visão) e Orientação e Mobilidade. Disponibiliza recursos humanos para a inclusão, colabora para o aperfeiçoamento e a capacitação de profissionais e divulga suas experiências e aquisições para todo o Brasil, por meio de 30 recursos instrucionais produzidos por sua equipe, como livros, manuais e DVD's, contribuindo para que todas as crianças brasileiras possam ser educadas e beneficiadas. Laramara trouxe para o Brasil a fabricação da máquina Braille e da bengala, indispensáveis para a educação e a independência da pessoa cega. Buscando a inclusão profissional de jovens e adultos com deficiência visual, ampliou seu projeto educacional incluindo a preparação para o mundo do trabalho e vem desenvolvendo um programa para os jovens maiores de 17 anos. Laramara, desde sua fundação, acreditou no valor do brincar e do brinquedo para a interação com a criança e para facilitar o desenvolvimento infantil; defende o direito da criança com deficiência visual a um aprendizado alegre e prazeroso, com brincadeiras e otimismo e continua cada vez mais unida em torno deste ideal. O trabalho da Laramara, que agora completa 21 anos, atua efetivamente no estado de São Paulo e procura colaborar também para a inclusão das pessoas com deficiência visual em todo o Brasil.

Associação Laramara

Endereço: Rua Conselheiro Brotero, 338 – Barra Funda – SP/SP

Telefone: (11) 3660-6400 e Fax: (11) 3662-0551

www.laramara.org.br

Fonte: http://www.segs.com.br/index.php?option=com

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Adaptada aos deficientes, Londres serve de inspiração ao Rio-2016

Mobilidade não apenas para atletas e torcedores, mas para a população como um todo. Com boa parte de suas linhas de transporte adaptadas para deficientes, Londres serve de modelo para as melhorias que deverão ser feitas no Rio de Janeiro, sede dos próximos Jogos.

Composta por 8.500 ônibus, a frota londrina é 100% adaptada aos cadeirantes. Além disso, um sistema implantado há dois anos auxilia cegos, surdos e até turistas: todas as paradas da cidade foram mapeadas e um painel eletrônico dentro de cada ônibus avisa qual é o próximo ponto.

Os deficientes têm acesso gratuito a todo sistema de transporte.

Maior e mais antigo sistema do mundo, o metrô londrino é, contudo, o grande entrave para garantir a acessibilidade total. As escadarias e a distância das plataformas para os vagões impossibilitam o uso pelos cadeirantes. Embora as estações antigas não possam ser adaptadas (as que possibilitavam ter elevadores já foram reformadas), instalações a partir da década de 80 são plenamente acessíveis. Não por acaso, as praças esportivas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos estão concentradas no lado leste da cidade, região de expansão da metrópole e que possui a maior parte das linhas adaptadas. Uma das exigências do Comitê Olímpico Internacional (COI) é de que todos os locais de prova tenham acesso público inclusive para deficientes.

Vagão do metrô londrino, com assentos retráteis e barra de sustentação, destina espaço para até dois cadeirantes (Foto: Martin Belam/Creative Commons) Vagão do metrô londrino, com assentos retráteis e barra de sustentação, destina espaço para até dois cadeirantes (Foto: Martin Belam/Creative Commons)

Com frota semelhante a londrina – são oito mil veículos -, o Rio de Janeiro já conta com mais de 50% dos ônibus adaptados. A renovação completa ocorrerá até 2014, já que a cidade também é sede da Copa do Mundo. Escolhido como sistema de transporte para os Jogos de 2016, o BRT (Bus Rapid Transit) também será completamente adaptado. Membros do Programa de Observadores estão em Londres para estudar outras soluções. Outro desafio para receber a competição paralímpica é que todas as instalações atendam às necessidades dos atletas.

“Os dois eventos (Olimpíadas e Paralimpíadas) têm muito em comum, mas existem diferenças importantes que precisam ser respeitadas e planejadas. Os Jogos Paralímpicos Rio 2016 certamente serão um marco na vida das milhões de pessoas com deficiência no Brasil”, diz a gerente de Integração Paralímpica do Rio 2016, Mariana Mello.

Fonte: http://www.ebc.com.br/

terça-feira, 28 de agosto de 2012

PE registra quase 2 mil denúncias de maus-tratos contra deficientes

28/08/2012 09h25- Atualizado em 28/08/2012 09h26

Maioria dos crimes é cometida dentro das próprias casas.
Vizinhos e familiares devem procurar delegacias.

Do G1 PE

Em Pernambuco, foram registradas 1.894 denúncias sobre crimes como maus tratos e agressão física e verbal contra crianças e adultos com deficiência física. Os números, preocupantes, levam o alerta à população: a maioria dos casos acontece dentro das próprias casas das pessoas com necessidades especiais; vizinhos e familiares precisam ficar atentos para denunciar.

De acordo com números divulgados pelo Disque Denúncia, em 59% dos casos, as mães são as principais agressoras das crianças. As agressões feitas por avós, tios e primos chegam a 11%; o pai aparece em 8% dos registros. Entre os adultos com deficiência, as agressões cometidas pelas mães chegam a 26%. Em 25% dos casos, as agressões são dos irmãos. Os filhos aparecem em 12% das agressões aos pais.

Para realizar a denúncia não existe delegacia específica. A orientação da polícia é procurar a delegacia mais perto de casa, pois será a responsável pela investigação. A população ainda pode procurar ajuda no Ministério Público ou na Defensoria Pública.

Dentre os casos mais comuns apontados pela polícia, estão a falta de cuidados, como banho, a agressão física e a não ministração de medicamentos. “A experiência demonstra que maior parte dos crimes são praticados no âmbito doméstico. As próprias testemunhas são a família ou vizinhos. A proteção aos deficientes é dever de todos”, contou o delegado Paulo Berenguer, da delegacia de Boa Viagem, no Recife. A punição para quem comete crime contra deficientes é agravada em um terço.

domingo, 19 de agosto de 2012

Cuidador Voluntário

Portal Terceira IdadeO Portal Terceira Idade está recebendo e-mails de pessoas de vários estados do Brasil que querem doar seu tempo para idosos e pessoas sozinhas que não tem mais a capacidade de cuidar de si mesmas. Você também pode participar!

Hoje vi uma reportagem sobre alcoolismo na terceira idade, a reportagem falava que o número de idosos que fazem uso do alcool aumentou nos últimos anos. E pensei porque será? A reportagem não respondeu, só deu dicas de como ter uma velhice mais digna. Mas a realidade é que todos nós damos pouca ou nenhuma atenção aos idosos, esquecemos que se tivermos sorte estaremos na mesma condição de muitos idosos de hoje.

A mídia e o governo não contam mas já a alguns anos vem aumentando o número de idosos vítimas da AIDS… e todos nós sabemos que dentro em breve teremos mais idosos que jovens e bebês nascendo, mulheres estão cada vez mais postergando a gravidez e tem em geral 1 ou dois filhos… e é preciso parar e pensar nos nossos idosos.

A Campanha “Seja um Cuidados Voluntário” é um blog http://campanha-cuidadorvoluntario.blogspot.com.br/ que divulga e cadastra pessoas que se voluntariam para cuidar de idosos, para doar seu tempo, atenção e carinho para eles.

Conheça e digulgue também o Portal da 3ª Idade http://www.portalterceiraidade.org.br/index.htm

Remédios Combinações perigosas

Ana Paula Buchalla
abuchalla@abril.com.br

A principal causa de intoxicação entre os brasileiros, demonstra um levantamento do Sistema Nacional de Informações Toxicofarmacológicas, é o mau uso de remédios. Benzodiazepínicos, antigripais, antidepressivos e anti-inflamatórios lideram a lista dos medicamentos mal empregados.

Muitos remédios se tornam ineficazes ou perigosos quando associados a outros. Mas mesmo alimentos e fitoterápicos podem interagir de maneira nociva com remédios. A automedicação é um mau hábito cultivado por 60% dos brasileiros. "Para complicar, há uma desatenção generalizada por parte dos médicos com os problemas causados por certas combinações", diz o toxicologista Gilberto De Nucci. Eis as associações mais frequentes e arriscadas:

REMÉDIO + REMÉDIO

Combinação: CORTICOIDES E ANTI-INFLAMATÓRIOS
Nomes comerciais*: os corticoides Meticorten e Decadron e os anti-inflamatórios não esteroides Spidufen, Cataflam, Voltaren e Feldene
Efeitos: dores de estômago e maior risco de sangramento e formação de úlceras
Recomendações: especialmente quando o tratamento com corticoide dura mais de cinco dias, não se devem combinar os dois medicamentos

Combinação: ANTIÁCIDOS E ANTIBIÓTICOS
Nomes comerciais: Aldrox, Pepsamar e Mylanta Plus e antibióticos em geral
Efeitos: os antiácidos mais comuns diminuem a taxa de absorção do antibiótico. Até 70% do seu princípio ativo deixa de ser aproveitado
Recomendações: é um erro tomar um antiácido para combater a dor de estômago que o antibiótico possa provocar. É preciso esperar pelo menos uma hora depois da ingestão do antibiótico para tomar o antiácido

Combinação: REMÉDIOS PARA EMAGRECER E ANTIDEPRESSIVOS
Nomes comerciais: os antidepressivos cujo princípio ativo é a fluoxetina, Daforin, Deprax, Fluxene e Prozac, e os remédios à base de sibutramina Reductil, Plenty e Vazy
Efeitos: a fluoxetina inibe enzimas que metabolizam a sibutramina, potencializando seus efeitos colaterais. Ocorrem aumento da pressão arterial e taquicardia.
Recomendações: os dois medicamentos só devem ser tomados juntos com acompanhamento médico rigoroso. Dependendo do metabolismo de cada pessoa, até as doses pequenas podem interagir de forma perigosa

Combinação: INIBIDORES DE APETITE E ANSIOLÍTICOS
Nomes comerciais: os anorexígenos Inibex, Desobesi-M, Dualid e Hipofagin e os benzodiazepínicos Valium, Lorax e Lexotan
Efeitos: o paciente pode ter irritabilidade, confusão mental, alteração de batimentos cardíacos e tontura. Em casos graves, a combinação pode desencadear psicoses e esquizofrenia
Recomendações: a associação não deve ser feita em nenhuma hipótese. Só é cogitada pelos médicos em casos extremos de obesidade mórbida

Lailson Santos

AUTOMEDICAÇÃO PARA EMAGRECER
A professora de inglês Fabiana Sandri,
32 anos, misturou, por conta própria, um antidepressivo com um remédio para emagrecer. "Foram quatro horas de terror. Minha pressão subiu muito e senti rigidez nos músculos"

REMÉDIO + ALIMENTOS

Combinação: BRONCODILATADORES E GORDURA
Nomes comerciais: Euphyllin e Bamifix
Efeitos: o princípio ativo dos broncodilatadores, ao ser absorvido no intestino, compete com a digestão da gordura dos alimentos – um dificulta a absorção do outro. Em menor quantidade, o remédio perde o efeito esperado e as crises respiratórias voltam muito antes do previsto
Recomendações: não se devem fazer refeições ricas em gordura duas horas antes nem duas horas depois de tomar o medicamento. É o tempo mínimo para que ele passe pelo intestino e caia na corrente sanguínea em quantidade suficiente

Combinação: ANTIBIÓTICOS DO GRUPO QUINOLONA E LATICÍNIOS
Nomes comerciais: Floxacin, Cipro, Trovan e Tavanic
Efeitos: o leite e seus derivados neutralizam a atividade do antibiótico
Recomendações: o alimento e o remédio não devem ser ingeridos juntos. Depois de consumir um laticínio, deve-se esperar cerca de três horas, tempo da digestão, antes de tomar um antibiótico. Os alimentos também só podem ser consumidos duas horas depois da ingestão do medicamento

REMÉDIO + BEBIDAS

Combinação: ANTIPARASITÁRIOS E ÁLCOOL
Nomes comerciais: Flagyl, Periodontil, Pletil e Facyl
Efeitos: a associação causa dores de cabeça, taquicardia, náuseas e sudorese. Em casos extremos, pode desencadear convulsões
Recomendações: os tratamentos contra parasitas são curtos – duram, em média, até três dias –, mas a interação pode acontecer mesmo com doses moderadas de álcool. Depois do tratamento, é preciso esperar 24 horas até que o medicamento seja eliminado do organismo

Combinação: PARACETAMOL E ÁLCOOL
Nomes comerciais: Tylenol, Acetofen e Dôrico
Efeitos: o álcool e o paracetamol, presente em analgésicos, são metabolizados no fígado e, em combinação, produzem um resultado altamente tóxico. Utilizada com frequência, a mistura pode lesionar o fígado. O uso concomitante e recorrente das duas substâncias pode ser fatal
Recomendações: não existe ideia mais equivocada do que tomar um comprimido de paracetamol para curar a dor de cabeça de uma ressaca. É recomendável esperar, no mínimo, seis horas para ingerir qualquer bebida alcoólica depois do analgésico

Combinação: ANSIOLÍTICOS E CAFEÍNA (presente sobretudo em café e nos chás verde, preto e branco)
Nomes comerciais: Valium, Lorax e Lexotan
Efeitos: dependendo das doses de remédio e de cafeína ingeridas, os efeitos do ansiolítico são anulados. Em geral, o nível de stress do paciente aumenta ao perceber que o medicamento não faz efeito
Recomendações: deve-se esperar entre oito e doze horas para ingerir cafeína, mesmo em doses pequenas

Combinação: ANSIOLÍTICOS E ÁLCOOL
Nomes comerciais: Valium, Lorax e Lexotan
Efeitos: um potencializa a ação do outro se administrados conjuntamente. Há diminuição da frequência da respiração e pode ocorrer até mesmo parada respiratória
Recomendações: é preciso esperar doze horas até que o princípio ativo do tranquilizante tenha deixado o organismo para consumir bebidas alcoólicas. Ou aguardar doze horas depois de ingerir álcool para tomar o medicamento

REMÉDIO + FITOTERÁPICOS

Combinação: ANSIOLÍTICOS E VALERIANA
Nomes comerciais: Valium, Lorax e Lexotan
Efeitos: a valeriana, indicada como um ansiolítico natural, pode potencializar a ação de outros medicamentos de efeito calmante semelhante. Entre os perigos, letargia e queda de pressão arterial
Recomendações: na falta de informações conclusivas sobre os riscos, o melhor a fazer é evitar a associação

Combinação: GINKGO BILOBA E ÁCIDO ACETILSALICÍLICO
Nome comercial: Aspirina
Efeitos: no organismo, as ações anticoagulantes das substâncias se somam, aumentando o risco de sangramentos internos
Recomendações: só é seguro tomar ginkgo biloba depois de no mínimo dez dias do uso de Aspirina

* Marcas mais vendidas

http://veja.abril.com.br/130509/p_120.shtml

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Filme sobre Autismo: Um amigo inesperado

Repasso mais uma publicação, desta vez de um ótimo site Caraminhadas, segue na íntegra.

Um olhar “aditivo” para o processo de aprendizagem

Baseado em livro que narra uma história verídica, o filme conta a vida de Kyle, um menino autista de seis anos, que vive em seu próprio mundo, entregue a algumas (poucas) atividades, dentre as quais se destaca assistir vídeos de animação que têm como protagonista um trem, de nome Thomas, muito popular entre as crianças inglesas.

Os pais de Kyle encontram dificuldades em se relacionar com ele (e entre si também, principalmente no que diz respeito ao que fazer com o filho), mas a avó materna parece encontrar maneiras de fazê-lo realizar algumas ações. É dela a ideia de usar um boneco para dizer ao neto que ele deve fazer alguma coisa, como comer, ou parar de fazer alguma coisa porque é hora de ir embora. Com esse estratagema, ela consegue que o menino a obedeça.

Também é dela a ideia de dar um cachorro para Kyle, o qual é imediatamente nomeado de Thomas por ele. Com isso, fica evidente que ele, nesse momento, transfere para o cachorro o vínculo positivo que dispensava para o personagem do desenho animado, atitude esta que traz bons presságios.

E de fato, desde o início da convivência com Thomas, Kyle começa a apresentar notáveis avanços, como brincar, realizar ações rotineiras (ir para a cama, comer, pedir para fazer xixi), conversar e até mesmo desenhar, embora todos os avanços estejam fortemente conectados com o cachorro, o que ainda deixa os pais um pouco de fora da vida do filho.

O foco desta Cineminhola é refletir sobre a direção em que o processo de aprendizagem deve ocorrer, principalmente nos casos de crianças que têm uma maneira muito particular de ver e de viver o mundo, carreguem elas qualquer rótulo que seja – autismo, dislexia ou mesmo alguma das síndromes que hoje tanto tiram o sono das escolas. Independentemente do diagnóstico que as caracterize, o fato é que podemos olhar para essas crianças com olhos educativos de natureza “subtrativa” ou “aditiva”.

O olhar de subtração é o que observa tudo aquilo que a criança ainda não faz e mede o quanto suas condutas e suas aprendizagens se distanciam do “normal” e do esperado. O olhar aditivo, pelo contrário, se encanta com cada nova aprendizagem, vai somando-a às anteriores e deixa escancarada a expectativa de que outras tantas virão, mesmo que custem a chegar ou que acabem não vindo.

Particularmente, penso que é melhor apostar que novas aprendizagens são possíveis do que colocar todas as fichas em uma certeza (baseada em que bola de cristal?) de que o futuro é sombrio porque o processo de aprender irá estagnar ou já fechou as portas. Neste momento, parece-me oportuno relembrar uma deliciosa frase do poeta francês Jean Cocteau: “não sabendo que era impossível, foi lá e fez”.

Crianças como Kyle precisam de adultos que se dirijam para dentro de seu universo e de lá de dentro comecem a trazê-las para o universo cá de fora. No caso específico deste menino, no entanto, quem cumpriu esse papel inicialmente foi um cachorro, sendo que seus pais, ao perceber que podiam se comunicar com o filho fazendo-se passar pelo animal, conseguiram entrar em cena e assumir as rédeas desse longo e doloroso percurso de um universo ao outro.

O menino verdadeiro (chamado Dale Gardner), que inspirou o personagem do filme, declarou, aos 18 anos, que se os pais não tivessem se comunicado com ele por meio do cachorro, teria parado de falar completamente, tal era o pavor que experimentava ao se deparar com a complexa variedade de feições faciais e corporais que as pessoas utilizam ao se comunicar. Em oposição a isso, a simplicidade das expressões faciais do cachorro foi o que permitiu Dale, na vida real, sentir-se confiante o suficiente para iniciar seu processo de comunicação e, por conseguinte, de aprendizagem.

Enfim, a mim me parece que o caminhar educativo sobre crianças e jovens que vivem em outros mundos ou usam óculos diferentes da maioria para ver o mundo de cá, seja qual for a problemática que os aprisiona, deve começar com a iniciativa do adulto se movendo na direção da criança ou do jovem para buscar entender, pelo lado de dentro de seu universo, a construção do seu sistema de significações e, de lá, vir acompanhando-o, em atitude permanentemente aprendente, o passo a passo de sua jornada para o universo de cá, sem jamais deixar de acolher as conquistas obtidas com olhos aditivos em vez de subtrativos.

Ficou curioso?

O filme feito para TV “Meu Filho Meu Mundo” (no original, Son-Rise, A miracle of Love, de Glenn Jordan, EUA, 1979) também retrata uma história verídica de autismo, que redundou na criação de uma metodologia revolucionária para cuidar de pessoas autistas.

Veja o filme agora

Filme sobre Dislexia

Divido com vocês uma postagem do blog Prática Pedagógica sobre dislexia, na verdade é sobre um filme que aborda o tema, chamado: Como Estrelas na Terra.

Leia na íntegra o texto da Ana Paula Pacheco autora do blog.

“Assisti esse filme e considerei muito bom, por isso gostaria de dividir com vocês. Vale a pena conferir.

Taare Zameen Par – conta a história de uma criança que sofre com dislexia e custa a ser compreendida.Ishaan Awasthi, de 9 anos, já repetiu uma vez o terceiro período (no sistema educacional indiano) e corre o risco de repetir de novo. As letras dançam em sua frente, como diz, e não consegue acompanhar as aulas nem focar sua atenção. Seu pai acredita apenas na hipótese de falta de disciplina e trata Ishaan com muita rudez e falta de sensibilidade. Após serem chamados na escola para falar com a diretora, o pai do garoto decide levá-lo a um internato, sem que a mãe possa dar opinião alguma.Tal atitude só faz regredir em Ishaan a vontade de aprender e de ser uma criança. Ele visivelmente entra em depressão, sentindo falta da mãe, do irmão mais velho, da vida…”

Assista ao filme agora

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Açafrão com ômega 3 ajuda a reconstruir medula espinhal

02/07/2012 - Redação do Diário da Saúde

Açafrão com ômega 3 ajuda a reconstruir medula espinhal

A curcumina, presente no açafrão, é um poderoso antioxidante que, além de evitar inflamações, é um reforçador do sistema imunológico, destrói células do câncer e está sendo usado também contra o câncer de pele.

Dieta nervosa

Uma combinação de alimentos inusitada permitiu que animais de laboratório se recuperassem de danos neurológicos na medula espinhal, equivalentes a doenças debilitantes no ser humano.

Para isso, eles foram alimentados com uma dieta enriquecida com o popular ácido graxo ômega-3 e com curcumina, um composto encontrado no açafrão (ou cúrcuma).

Segundo os cientistas da Universidade da Califórnia de Los Angeles, o suplemento ajudou a reparar as células nervosas e manter a função neurológica depois de danos degenerativos na região do pescoço.

No ser humano, danos similares são causados pelo envelhecimento.

Com isso, os cientistas apontam mecanismos preventivos de combate à condição por mudanças na dieta, em vez de tratamentos farmacológicos ou cirúrgicos posteriores, que geralmente não alcançam os resultados esperados.

Açafrão com ômega-3

"O envelhecimento natural frequentemente estreita o canal espinhal, fazendo pressão sobre a medula espinhal e danificando os tecidos," explica o Dr. Langston Holly, coordenador do estudo.

"Embora uma cirurgia possa aliviar a pressão e evitar danos maiores, a cirurgia não consegue reparar danos às células e às fibras nervosas. Nós queríamos ver se uma suplementação dietética poderia ajudar a medula espinhal a reconstruir-se a si própria," completa.

E por que eles escolheram o açafrão e o ômega-3?

O ácido docosahexanoico (DHA) é um ácido graxo com poder para reparar as membranas celulares - ele vem apresentando bons resultados também para prevenir o Mal de Alzheimer.

Já a curcumina é um poderoso antioxidante que, além de evitar inflamações, é um reforçador do sistema imunológico, destrói células do câncer e está sendo usado também contra o câncer de pele.

Mielopatia cervical

Nas cobaias, os pesquisadores simularam a mielopatia cervical, uma condição progressiva que é a principal causa de dificuldades de andar em pessoas com idade acima dos 55 anos.

A mielopatia cervical pode levar a sintomas neurológicos debilitantes, como problemas para andar, dores no pescoço e nos braços e fraqueza nos membros.

A dieta conseguiu eliminar o problema nas cobaias.

"O DHA e a curcumina parecem acionar vários mecanismos moleculares que preservaram as funções neurológicos nos animais," disseram os pesquisadores. "Este é um primeiro passo encorajador para entender o papel da dieta na proteção do corpo contra doenças neurológicas."

Fonte: http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=acafrao-omega-3-medula-espinhal&id=7916&nl=sit

segunda-feira, 25 de junho de 2012

É COM MUITO CARINHO QUE PEDIMOS A COLABORAÇÃO PARA A COMPRA E DIVULGAÇÃO DESTA FEIJOADA BENEFICENTE.
TRATA-SE DE UMA ARRECADAÇÃO PARA O EXAME DE UM GAROTINHO QUE ESTÁ SERIAMENTE DOENTE.
NÓS ESTAMOS TENTANDO AJUDAR ESTA MÃE E JÁ CONFERIMOS PESSOALMENTE TODAS AS INFORMAÇÕES.
CASO QUEIRAM TIRAR MAIS ALGUMA DÚVIDA ENTREM EM CONTATO POR EMAIL:
apoiosocialbrasil@gmail.com
OU NO PRÓPRIO FACEBOOK DO ISAAC - O NOME DA MÃE É CRISTINA
http://www.facebook.com/isaacmatheusaraujo?ref=ts


OBRIGADA PELA COLABORAÇÃO!!!



sexta-feira, 22 de junho de 2012

Instituto Pró-Cidadania - Vagas

imageO Instituto Pró-Cidadania é uma organização não governamental, sem fins lucrativos.

Nosso principal objetivo é a inclusão social de Pessoas com Deficiência, através do desenvolvimento e capacitação profissional, facilitando a sua inclusão em vagas de empresas, e também preparar as empresas para receber este público especial, com alta capacidade produtiva.

Seguindo o princípio da igualdade entre os seres, o Instituto Pró-Cidadania trabalha para reduzir preconceitos e disseminar a ideia de que a limitação humana é algo normal e comum a todas as pessoas, mesmo as que não apresentam deficiências aparentes.

Acesse para se informar sobre vagas: https://www.vagas.com.br/PagEmpr.asp?e=ipc&t=3554

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Comer peixe pode reduzir os sintomas de depressão

    09 de maio de 2012

    Uma pesquisa anterior sugeriu que o consumo de certas variedades de peixes ricos em ômega-3 os ácidos graxos, o ácido eicosapentaenóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA) pode ajudar a aliviar sintomas da depressão.Em um novo estudo, os cientistas analisaram essa conexão através da análise dos dados de 10.480 homens e mulheres que participaram da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição de 2005-2008. A informação incluída consumo de peixe ao longo de um período de 30 dias ea ingestão de EPA e DHA.

    Os resultados mostraram que o consumo de peixe empanados resultou em mais graves sintomas de depressão. No entanto, o aumento do consumo de EPA e DHA em peixes frescos foi significativamente associada com a experiência menos sintomas de depressão.

    Os autores concluíram que a ingestão de peixes ricos em ômega-3 os ácidos gordos podem beneficiar pessoas que sofrem de depressão. No entanto, mais estudos são necessários para confirmar esses achados.

    Os principais ácidos graxos na dieta humana são omega-3 e ômega-6. Fontes alimentares de ômega-3 são ácidos graxos de óleo de peixe e certas plantas e óleos de nozes. Os ácidos graxos ômega-6 na dieta vem principalmente de óleo de palma, soja (soja), óleo de colza e girassol. Os ómega-9 ácidos gordos não são considerados essenciais, porque podem ser produzidos no interior do corpo. As fontes de ómega-9 ácidos gordos incluem gordura animal e de óleo. O óleo de peixe contém ômega-3 ácidos graxos docosahexaenóico (DHA) e ácido eicosapentaenóico (EPA). Algumas nozes, sementes (linho) e óleos vegetais (canola, soja, linhaça e oliva) contêm ácido alfa-linolênico (ALA), que o corpo pode converter em EPA e DHA.

    A razão óptima de omega-6 e omega-3 é de 4:1, enquanto que a dieta Americana proporciona geralmente uma razão de 20-30:1. Verificou-se que, nos Estados Unidos, a percentagem de DHA e EPA são mais baixos do que em outros países com menos incidência de doenças cardíacas, tais como Japão.

    Tem sido desde há muito conhecido que os ácidos gordos ómega-3 desempenham um papel crítico no crescimento, mas, mais recentemente, tem sido sugerido que proporcionam uma vasta gama de benefícios para a saúde, vários dos quais são bem suportados na literatura, reduções, incluindo no risco de doença cardíaca e regulação do colesterol. Vários estudos que investigam o tratamento de outras condições, tais como câncer e certos distúrbios neurológicos ou psicológicos (depressão e transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH)), também mostraram resultados iniciais promissores. Devido a estes e outros benefícios de saúde alegados, óleo de peixe, naturalmente ricos em ômega-3 os ácidos gordos, ganhou popularidade como um suplemento dietético.

    Vida e Saúde: Source

    O ácido fólico importante para reduzir o risco de autismo

    O ácido fólico importante para reduzir o risco de autismo

    12 jun 2012

    Um novo estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, mostram que as mães de crianças com autismo referem ter tido menos de ácido fólico durante a gravidez.

    As atuais recomendações são cerca de 600 microgramas por dia. Se tomado corretamente, o risco no primeiro mês de gravidez caiu 38% de ter filhos com autismo ou síndrome de Asperger.

    Ácido fólico Atualmente é recomendado para mulheres porque este reduz o risco de formação de defeitos do tubo neural ou espinha bífida. Mas os pesquisadores afirmam que a relação entre autismo e ácido fólico seria ainda controversa. Aparentemente, o estudo mostra que o primeiro mês de gravidez seria a mais importante. O governo dos Estados Unidos decidiu fortificar a maioria de seus cereais com esta vitamina para minimizar o impacto para a saúde.

    O ácido fólico também é encontrada em cereais enriquecidos ou grãos integrais, legumes, nozes, beterraba, frutas e sucos.

    Dr. Arnaldo Hurtado | Especialista em Nutrição Clínica

    O ácido fólico, folacina ou ácido pteroil-L-glutâmico, também conhecido como vitamina B9 ou vitamina M, é uma vitamina hidrossolúvel pertencente ao complexo B necessária para a formação de proteína sestruturais e hemoglobina.

     

    Benefícios

    O ácido fólico é efetivo no tratamento de certas

    • Pode manter espermatozóides saudáveis.
    • É um dos componentes indispensáveis para uma gravidez saudável.
    • Reduz risco de mal de Alzheimer.
    • Pode ajudar a evitar doenças cardíacas e derrame.
    • Ajuda a controlar a hipertensão.

    Encontrado em vísceras de animais, verduras de folha verde, legumes, frutos secos, grãos integrais e levedura de cerveja. Ele se perde nos alimentos conservados em temperatura ambiente e durante o cozimento. Ao contrário de outras vitaminas hidrossolúveis, é armazenado no fígado e sua ingestão diária não é necessária. Sua insuficiência nos seres humanos é muito rara.

    No Brasil, há uma lei que determina que a farinha de trigo seja enriquecida com ferro e ácido fólico (e produtos derivados, como o pão) para diminuir a ocorrência de anemia principalmente em crianças.

    Se a mulher tem ácido fólico suficiente durante a gravidez, essa vitamina pode prevenir defeitos de nascença no cérebro e na coluna vertebral do bebê, como a espinha bífida. Pois o ácido fólico participa na formação do tubo neural no feto.

     

    Sinais e sintomas de níveis anormais do nutriente

    Hipovitaminose: anemias, anorexia, apatia, distúrbios digestivos, cansaço, dores de cabeça, problemas de crescimento, insônia, dificuldade de memorização, aflição das pernas e fraqueza.

    Hipervitaminose: euforia, excitação e hiperatividade.

    A fórmula molecular do ácido fólico é C19H19N7O6.

     

    Prevenção na gravidez

    O ácido fólico atua na prevenção de anomalias congênitas no primeiro trimestre da gestação. Ele é recomendado na prevenção primária da ocorrência de defeitos do fechamento do tubo neural, que entre os dias 18 e 26 do período embrionário transforma-se na espinha. Defeitos do tubo neural são malformações que ocorrem no início do desenvolvimento fetal, sendo os principais: anencefalia e espinha bífida. As doses diárias recomendadas são de 0,4 a 0,8 mg no período de no mínimo um mês antes da concepção até três meses ou 12 semanas de gravidez (1º trimestre).

    O principal problema desta prevenção reside no fato de cerca de metade das gestações não serem planejadas e, assim, quando as mulheres descobrem que estão grávidas já é tarde para se fazer a suplementação com o ácido fólico. Por este motivo o principal foco é que as mulheres em idade reprodutiva tenham uma alimentação balanceada que contenha alimentos ricos em ácido fólico. As principais fontes deste nutriente são as vísceras, o feijão e os vegetais de folhas verdes como o espinafre, aspargo e o brócolis, além de abacate, abóbora, carne de vaca, carne de porco, cenoura, couve, fígado, laranja, leite, maçã, milho, ovo e queijo.

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...